26
jul
08

– PREVIEW – GAME MASTER

Esta promete. A Game Master fez uma matéria sobre Tomb Raider Underworld, como informado num dos artigos anteriores. Lembro que se trata de uma revista brasileira. Hoje vazaram as imagens da matéria. Confira neste artigo as várias páginas e também todo o texto publicado!

Clique e amplie:

Matéria resumida, (Fonte: Lara Croft BR):

Tomb Raider Underworld

Jogo marca o retorno da heroína Lara Croft aos games e sua estréia com direito a tapete vermelho nos consoles da geração atual.

Aliás, um pouco antes do lançamento do primeiro título, a presença de uma mulher como protagonista não era bem vista no mundo dos games. Assim, Lara quase deixou de se tornar um dos personagens mais famosos de todos os tempos – mérito que a colocou no Guiness Book e que fez Angelina Jolie, uma das mulheres mais belas do planeta, a interpretá-la no cinema.

Explicar o porquê de tanto sucesso é fácil, basta observar algumas qualidades de Lara: Bonita, madura, inteligente, corpo atlético e adora aventuras no melhor estilo Indiana Jones. Ou seja, tudo o que um homem deseja ter em casa e tudo que uma mulher deseja ser. Mas, segundo Eric Lindstrom, diretor de criação de TRU, “O que mais chama atenção é que tanto Lara como seu mundo são únicos.”

E é este o princípio na qual a Eidos e Crystal Dynamics se apóiam para desenvolver TRU, o primeiro game da série que utiliza tecnologia feita sob medida para os consoles atuais: o único título até agora capaz de mostrar o que realmente Lara Croft pode fazer e até onde ela pode chegar sendo afetada pelos efeitos climáticos como a chuva e os ventos e inimigos monstruosos. Mais o mais difícil de imaginar é como Lara pode estar com curvas ainda mais realistas e como após todos esses anos, os produtores conseguem trazer algo inédito para a série. Mas para Lindstrom, a resposta é fácil e você a encontrará nas próximas páginas.

História Misteriosa

Pouco foi revelado sobre o enredo de TR:U. O que se sabe é que no México, Lara Croft descobrirá portais que abrem passagem para o submundo chamado Xibalba. Este portal é aberto durante 5 dias do Wayeb no calendário Maia. Ela consegue abrir um portal em u7m campo esportivo da Antigüidade, onde os maias acreditavam que existiam tais portais. A partir daí, a aventura começa a pegar fogo.

Lara ganha vida

A primeira surpresa do jogador logo nos primeiros minutos de Tomb Raider: Underworld é Lara Croft. Como esperado, ela está deslumbrante. O uso de textura de alta definição permitiu a criação de um modelo da personagem com detalhes inéditos. Assim, sua pele parece a de um ser humano, revelando imperfeições sutis e uma tonalidade levemente bronzeada. O cabelo longo e preso com um rabo de cavalo é descabelado durante cambalhotas e na ventania no meio da floresta. É tão bem feito que parece ter vida própria como em uma propaganda de xampu. Sua roupa, ou melhor, suas roupas seguem o mesmo principio e são influenciadas conforme o que acontece no ambiente. Todo esses elementos inerentes à Lara, que agora se comporta como no mundo real, colocam a nova engine da Crystal Dynamics à prova quando enfrentam o poder da natureza. Quando chove, é possível observar a chuva escorrendo pelo corpo da arqueóloga, ver seus objetos molhados pingando e sua vestimenta encharcada. Outro exemplo é que a lama – e até a poeira e terra presentes nos cenários – sujam a personagem.

Portanto, prepare-se para começar uma fase com a moça limpa e terminar com ela completamente imunda. Essa sujeira virtual é dinâmica, ou seja, se Lara encostar o joelho no barro, somente está parte do seu corpo ficará suja. “Não poupamos esforços para trazer Lara à atual geração de processadores de consoles para agradar os fãs da série”, conta Eric Lindstrom, diretor criativo de TRU. Depois de oito jogos finalmente a personagem mais famosa dos games é um ser vivo que até “respira”, pelo menos dentro do mundo do jogo.

Para deixar Lady Croft ainda mais real, o time da produção recorreu às habilidades de uma ginasta profissional para criar os movimentos da arqueóloga. Assim, ela não se parece mais como um personagem de um jogo – essa associação generalizada não serve mais pra ela. Lara corre elegantemente pelos cenários, demonstrando habilidade ao escalar paredes dos templos há muito esquecidos pela humanidade. O grande impacto está em observar a fluidez desses movimentos que são executados com notável naturalidade. E, segundo a filosofia criada pelos produtores, “o que Lara pode fazer”, a exploradora recebeu habilidades novas e mais audaciosas. Agora, ela pode usar um wall jump quando se usa a parede para se impulsionar no melhor estilo de Super Mario e alcançar lugares mais altos. Em lugares estreitos, ela pode se equilibrar graciosamente. Além disso, ela pode se agarrar a qualquer superfície e escalar construções e morros.

Durante o combate, Lara pode eliminar qualquer inimigo sem perder o estilo. Ela continua utilizando uma série de armas para se defender enquanto vasculha o desconhecido. A novidade é que, ao lado das armas de fogo, a personagem pode utilizar uma arma de dardos tranqüilizantes. Isso a ajudará a combater a vida selvagem mais facilmente, pois basta um dardo para colocar um urso para dormir. Mais quando a situação exigir um combate mais próximo, Lady Croft também estará preparada. Ela conta com golpes rápidos (meele atacks), que permitem ganhar alguns segundos preciosos para atacar ou fugir enquanto o adversário se recupera. O seu “gancho”, que em Legend e Anniversary à ajudavam a atravessar penhascos, possui uma importância maior. Ele pode, por exemplo, fazer com que o jogador acerte certos elementos do cenáro como pedras e troncos de árvores – garantindo total liberdade de exploração.

Explore as ruínas

O novo visual de Lara Croft é apenas uma parte do que a Eidos quer levar aos fãs. A caça ao tesouro que obriga o jogador a desvendar diversos enigmas e resolver quebra-cabeças, característica marcante da franquia, receberão um retoque. Agora, eles ocorrem de modo mais “orgânico”, ou seja, tem conexão com a natureza e o ambiente. Por exemplo: Lara precisa alcançar um local alto e não tem onde se agarrar. Ela pode usar o gancho para derrubar uma coluna e usar as rochas como escada. Claro que as alavancas escondidas para abrir portas estão presentes, mas o que muda é o modo como você chegará até elas.

Outra mudança é que você iniciará a fase e não terá praticamente nenhuma indicação do que fazer. Este diferencial de TRU obrigará os jogadores a procurar todos os cantos das ruínas dos templos em busca do que fazer em seguida. O que Lindstrom disse que procura fazer com essa mudança na jogabilidade é tentar trazer a mesma sensação que os jogadores tiveram ao jogar o primeiro título da série: tudo novo, sem saber o que fazer ou para onde ir.

Para criar esse ar de novidade, todos os ambientes são dinâmicos. Se a heroína estiver se segurando em um local molhado, a probabilidade de ela escorregar e cair é grande. Do mesmo modo, ela pode pegar um galho do chão e o utilizar para se equilibrar em passagens estreitas. O sistem de física calcula todas essas variantes, formando o jogo num mundo em constante mudança.

Como Underworld coloca o jogador em contato com a natureza selvagem, a iluminação do jogo teve que ficar a altura de todo o jogo. Portanto, com “luz dinâmica” a CD conseguiu dar um efeito foto-realista aos ambientes. Quando o sol está a pino, a luz passa pelas folhas das árvores, fazendo Lara ficar manchada de luzes e sombras. Durante as tempestades, os raios e as nuvens se movimentando dão uma iluminação especial, mas mórbida ao mesmo tempo.

À Prova de tudo

Os combates que Lady Croft terá pelo caminho também serão diferentes do restante da franquia. Como os locais que ela visitará não foram tocados pelas mãos humanas, a maioria dos adversários serão animais. Ao ver a heroína, eles atacarão para tentar saciar sua fome. Ao ver a heroína, eles a atacarão para tentar saciar sua fome. E antes que você parta para o ataque, Lara pode desviar rapidamente de suas investidas, permitindo decidir fugir ou usar uma das armas para contra-atacar. Ela utiliza manobras evasivas para se manter a uma distância segura da ameaça.

Além disso, utilizando suas pistolas, ela pode atacar mais de um alvo ao mesmo tempo. Mas isso compromete a eficácia da mira, servindo mais para afugentar um animal do que matá-lo.

Por estar em uma busca por relíquias em lugares remotos do planeta, não espere encontrar health packs espalhados convenientemente pelas fases. O time de produção não revelou o modo no qual a arqueóloga irá recuperar energia, mas estão certos que os health packs serão reduzidos nas aventuras para dar espaço a outro meio de se regenerar. Como já foi dito, Lara é a primeira a colocar os pés nas ruínas que aparecerão.

Esses locais esquecidos escondem segredos incríveis, quase mundos novos esconidos embaixo da terra e no fundo do mar – isso é o que dá o nome Underworld ao game. Assim, monstros que existem somente em lendas e na imaginação de civilizações antigas tomam vida, como o polvo gigante que aparece em algumas imagens. Mas quando isso acontecer, Lara estará preparada com os equipamentos certos. Dentre os novos itens que ela pode usar estão um equipamento completo de mergulho (utilizado nas fases subaquáticas) e um sonar que capta a presença de animais e inimigos.

Mas o fato de Croft desvendar mistérios ocultos, não significa que ela é a única atrás das relíquias. “Não podemos revelar o inimigo ainda, mas Lara enfrentará algo que ela nunca imaginou em sua vida”, diz o Diretor. Desse modo, ela também enfrentará capangas armados até os dentes. A inteligência artificial, segundo Lindstrom, fará com que eles pensem como mercenários. Atacarão sempre em grupos, mas tentarão buscar refúgio se forem pegos desprevenidos.

O diretor revelou que além de viajar para o sul do México e para o Mar Mediterrâneo, Lara enfrentará os mistérios das selvas asiáticas e o frio intenso do extremo norte do globo terrestre, Austrália, Ilha de Páscoa, Roma e o Vaticano entram nos planos de viagem da moça. E para criar locações convincentes, a CD enviou fotógrafos para as ruínas das civilizações antigas para realizar uma pesquisa. O objetivo era recriar lugares com o máximo de detalhes possível, mas sem perder o ar de fantasia de um jogo de videogame. A equipe de produção também pesquisou lendas antigas, mitos, máquinas criadas há milênios atrás, para dar vida às construções e armadilhas.

Um sistema inédito de colisão teve que ser criado. O problema teve início quando os cenários não aparentavam serem peças geométricas empilhadas para formas as construções. Tudo é “imperfeito”, como ruínas são na vida real. Se fosse utilizado um sistema de colisão comum, Lara muitas vezes atingiria paredes invisíveis. Mas em TRU, o corpo da exploradora tocará paredes como um todo, independente de seu formato.

O toque final para fazer deste o jogo mais realista da série, tudo que Lady Croft faz em suas aventuras permanece inalterado. Corpos de animais ou inimigos não somem depois de um tempo, por exemplo. Se Lara derrubar pedregulhos ou deixar pegadas na lama, tudo ficará do mesmo jeito até o final da fase.

O melhor até agora?

Por tudo o que a Crystal Dynamics e a Eidos estão fazendo em TRU, o game que será lançado em novembro promete ser o melhor da série. Tudo para criar um mundo que une realidade e fantasia, tudo o que envolve a criação de uma personagem viva e que reage ao ambiente, o enredo, os locais a serem explorados: o game realmente é uma super produção.

E a julgar pelo comportamento atual da Eidos, que aprendeu com os erros do passado e não lança um game até que ela considere ele realmente pronto.TRU tem tudo pra ser o game mais rico da franquia.

Acima de tudo, trará o que há de mais moderno em tecnologia para a atual geração de consoles, com visual, física e áudio nunca antes vistos. Você está preparado para esta nova aventura?

Lewis Croft.

Anúncios

0 Responses to “– PREVIEW – GAME MASTER”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: